O Balcão do Emigrante é uma entidade privada

Mudanças no IMI em 2019

Início » Artigos » Mudanças no IMI em 2019

Este ano o IMI sofreu algumas alterações. Afinal o que mudou?

São 4 as mudanças no IMI previstas no Orçamento de Estado para 2019

1.A nota de cobrança chega mais tarde

Até 2018 a nota de cobrança costumava chegar até ao final de Março. Este ano isso não aconteceu. Mas não é motivo para alarme. A partir de 2019 a liquidação do IMI passa a ser feita entre Fevereiro e Abril. Por isso este ano a guia deve chegar até ao final de Abril.

2.O valor mínimo para o pagamento em prestações foi reduzido

Até 2018 o limite mínimo para o pagamento do IMI em prestações era de 250€. Este ano passa para 100€.
Por isso se o seu total anual de IMI a pagar for superior a 100€ e igual ou inferior a 500€ o pagamento é dividido em 2 prestações. Se o valor for superior a 500€ pode ser pago em 3 prestações. Se o valor for inferior a 100€ o pagamento é feito em 1 única prestação.

3.Alteração dos prazos de pagamento

Em 2019 temos novas datas limite para pagamento do IMI. Se tiver apenas 1 prestação o prazo limite é o fim de Maio. Se tiver 2 prestações o prazo limite é Maio e Novembro. Se tiver 3 prestações o prazo limite é Maio, Agosto e Novembro.

4.Prédios devolutos sofrem agravamento do IMI

Se tiver uma casa abandonada ou devoluta em zonas de com dificuldades de acesso a habitação prepara-se para pagar um IMI mais elevado pois o Orçamento de Estado permite que o valor do IMI seja aumentado até 6 vezes.

Se tiver dúvidas não hesite em contactar-nos. Qualquer que seja o seu caso contacte-nos, sem compromisso. O Balcão do Emigrante tem a solução.

partilhar
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on email
outros artigos
dispomos de outros artigos que podem ser do seu interesse

Coronavírus: Ponto de situação no Luxemburgo

Devido ao coronavírus, o Luxemburgo está em “Estado de crise” (Estado de Emergência) decretado no dia de ontem pelo primeiro ministro Xavier Bettel. O documento que permite decretar o “estado de crise” já foi assinado pelo Grão-Duque Henri que terá uma duração de 10 dias, extensível até 3 meses.

ler artigo »

Vamos todos ficar bem: desafio arco-íris

“Vamos ficar tudo bem” é uma iniciativa que surgiu na Itália, o país europeu mais afetado pelo coronavírus. Esta mensagem tem como objetivo transmitir positividade e esperança neste momento em que vivemos. Para além disso é uma atividade lúdica e criativa para as crianças.

ler artigo »